TORNEIO DOS FUMADORES!!!

Vai acontecer no dia 19 de Fevereiro 2005, na Juventude Alhandrense obviamente em Alhandra, o único e irresistível torneio de xadrez onde você pode fumar de tudo (…) e ao mesmo tempo ir comendo uma bela bifana e bebendo uma imperial ou outra qualquer bebida, sem que ninguém (não há árbitro) lhe diga o que quer que seja.

Para desenfastiar também poderá comer; Damas brancas ou negras, cavalos ou mesmo até uns Bispos, aproveitando os peões para a sobremesa.

O ritmo de jogo é de 15m para cada jogador e é expressamente proibido incomodar o adversário com o seu silêncio.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas para axplagoa@netcabo.pt

Para os mais conservadores é uma experiência a não perder.

NOTA: Ainda há dúvidas se o vencedor deste torneio irá ser ou não o que mais fumar, comer e beber. Estas dúvidas serão desfeitas no final da prova, sem algazarras.

Campeonato Nacional de Veteranos 18/12 a 23/12/2004

O Boletim que se segue foi copiado da FIDE para onde pensamos terá sido enviado pela actual Direcção da FPX.

Acontece que joguei aquele Campeonato e, apesar da minha já avançada idade, ainda me recordo que o árbitro foi o Sr. Amadeu Solha Santos e a Organização foi do Sr. Mário Sena Lopes pelo Clube Alekine.

Dado que sempre tive grandes dificuldades com a língua Inglesa, faz-me uma grande confusão olhar para o Boletim tentando «decifrar» o que ali está mencionado. Será que a FPX pode desfazer-me esta confusão? Ou terei mesmo confundido o Luís Costa com o Solha Santos e o Gouveia com o Mário Sena Lopes!

Event code 0048
Tournament Name Camp.Nac.de Veteranos
City Lisboa
Country POR
Number of players 26
System s
Category
Start Date 2004-12-18
Date received 2004-12-26
End Date 2004-12-23
Type
Zone 1.1c
Chief Arbiter Luís Costa
Deputy Arbiter
Organizer Fernando Guoveia

Torneio de Corus é o mais forte da temporada?!

O Festival de Wijk aan Zee na Holanda que se realiza entre 14 e 30 deste mês consta de provas em vários níveis com especial ênfase para o Supertorneio Corus; média de 2721 - categoria 19 - perfilando uma plêiade do tabuleiro magistral à excepção de Garry Kasparov.


O Garry não está presente porque se prepara para o seu milionário e revogado match com Rustam Kasimdzhanov actual campeão mundial da FIDE que por seu lado também se prepara para bater o record dos 100 metros, fugindo do Garry que vai apedrejá-lo até à «morte»!


Por ordem de rating, anotamos: 1. Viswanathan Anand (2786), 2. Veselin Topalov(2757), 3. Vladimir Kramnik (2754), 4. Peter Leko (2749), 5. Alexander Morozevich (2741), 6. Michael Adams (2741), 7. Peter Svidler (2735), 8. Judit Polgar (2728), 9. Alexander Grischuk (2710), 10. Ruslan Ponomariov (2700), 11. Ivan Sokolov (2685), 12. Loek Van Wely (2679), 13. Nigel Short (2674) e 13. Lázaro Bruzón (2652).





A PARTIDA QUE NÃO COMEÇOU

- Mas você joga ou vai perder por tempo! Está de brancas e é a si que pertence o 1º lance, olhe que o relógio não perdoa meu caro Segóvia!

- Oh Sr. Baldroega só jogo se me deixar explicar a questão dos “fungos”. O Sr. Cortou-me a palavra e isso não se faz!

- Claro meu amigo! Eu é que sou o Doutor em Botânica e, nessa matéria, quem fala sou eu mas, e para terminarmos rapidamente e irmos ao jogo, cite lá então os aspectos nocivos e positivos dos “fungos”

- Ora ai vai amigo Baldroega: a parte má é que os fungos realmente são bastante nocivos aos interesses humanos; fungando, uma pessoa pode estar inalando milhões e milhões de vírus e bactérias do ambiente em que respira.

- Hem! Como?!

- A parte boa e com grande utilidade é que uma boa fungada pode efectivamente retirar aquele catarro preso na garganta, sendo que quanto maior for o som emitido pela fungada maior é a sua eficiência e precisão na retirada daquela substancia indesejada. Há até quem diga que fungar é porcaria, mas pesquisas científicas revelaram que alem de serem métodos eficientes, as fungadas fazem parte do dia-a-dia de pessoas em todo o mundo; é como diz a famosa frase: aquele que nunca deu uma fungada que atire a primeira pedra!

- Oh Sr. Segóvia! Depois do que acabo de ouvir recuso-me terminantemente a jogar consigo; ganha a partida porque vou abandonar.

CURIOSIDADES

Ao ver números de identificação na lista FIDE de Janeiro de 2005 como este, 14.106.680, (14 milhões cento e seis mil seiscentos e oitenta) resolvi contá-los de facto e constatei que o meu contador só «viu» 58.650!

O meu amigo Ernesto Loureiro com os seus 1704 está lá incluído e é o número 44.791 do mundo mas, já o GM Luís Galego com 2496, está classificado como o número 657 do mundo; claro que o Sr. Kasparov é o número um mundial, com 2804.

Acabei por encontrar o Sr. Cubas Alejandra do Paraguay que, com 1603, é o número um a contar do fim e o número 44.850 do mundo!

Se considerarmos que o número de Jogadores em todo o mundo sem elo FIDE mas registados nas suas Federações Nacionais em 2005 poderá ter a mesma quantidade, 58.650;

Admitindo ainda que o número de Jogadores de Café não registados em lado algum atinge a mesma quantidade em todo o mundo, 58.650 teremos um número provável de Jogadores de Xadrez no mundo inteiro e em 2005, de 58.650 X 3 = 175.950 e que, entre eles, há Grandes Jogadores (GMs), Bons Jogadores (MIs e MFIDE), Jogadores de várias categorias, praticantes e iniciados mas vamos até subir um pouco, arredondando para os 200.000 em todo o mundo.

A população mundial em 2005 e segundo as estatísticas mais actualizadas está estimada em cerca de 8.000.000.000 (oito biliões de almas) e os dez Países mais populosos do mundo em 2004 eram:

China 1.300.000.000
Índia 1.087.000.000
EUA 294.000.000
Indonésia 238.000.000
Brasil 179.000.000
Paquistão 159.000.000
Rússia 144.000.000
Bangladesh 141.000.000
Nigéria 137.000.000
Japão 128.000.000
Total 3.807.000.000

No campo das hipóteses e só nesse, vamos considerar que 20% da população mundial tem idades abaixo dos cinco anos (20% X 8.000.000.000 = 1.600.000.000) e talvez não possam entrar na prática do Xadrez muito embora Capablanca tivesse começado aos quatro anos. Contas feitas restam-nos 6.400.000.000 pessoas que até poderiam praticar o jogo porém, isso está a anos-luz da realidade e porquê?

Embalado em cálculos e mais cálculos e trabalhando com as respectivas proporções, (praticantes e as dimensões dos Países) o Luís Galego quase me aparece em N.º1 do Mundo!!!
Ajudem-me e vamos lá discutir o tema que me parece interessante e até se pode descobrir as razões desta anormalidade.