Campeonato Nacional da 2ª Divisão 2006

Era um lindo sábado, soalheiro, e com uma temperatura primaveril, muito agradável. O GXPA recebia no seu brilhante espaço, a UCA, “União Cultural de Acção” um Clube sedeado bem perto de Alverca. Povoa de Stª Iria.

A UCA fez-se representar com Mata Adilson no 1º; Luís Ribeiro no 2º, Rafael Teixeira no 3º e Valter Fatia no 4º. Quatro jovens da pesada...

O GXPA, Clube visitado, alinhou com Ricardo Santos no 1º, Cláudio Guimarães no 2º, José Duarte Santos no 3º e Manuel Rocha no 4º.

Os jogadores cumprimentam-se, confraternizam, trocam algumas impressões, até que chega o momento da «confrontação». O momento da verdade. O jogo pelo jogo.

Aproximam-se dos seus lugares, ajeitam as cadeiras, algumas respirações mais fundas e, de seguida, o árbitro, Sr. Ernesto Loureiro, manda começar.

Uns minutos após o início do jogo, Luís Ribeiro no 2º tabuleiro, captura um peão a Cláudio Guimarães, adquirindo alguma vantagem material e posicional. Pouco tempo depois e numa combinação interessante, Luís Ribeiro aplicou uma forquilha, ganhando uma peça. Cláudio Guimarães abandonou como um grande Senhor. Nesse momento o GXPA já estava a perder por 1 – 0.

Os jogos continuavam com grande animação, especialmente no 4º tabuleiro onde, Manuel Rocha, um jogador atacante nato, desfecha golpes e mais golpes no adversário, Valter Fatia, até atingir o rubro, quando Manuel Rocha deixa «cair um cavalo» com o objectivo de dar mate mas… o mate estava furado. O cavalo acabou por ir limpinho para o matadouro. Uns lances mais e Manuel Rocha abandonou.

Tudo estava a ficar negro para o GXPA, já a perder por 2-0.Restavam apenas dois jogos. Um no primeiro tabuleiro, Ricardo Santos vs Mata Adilson e outro no terceiro, José D. Santos vs Rafael Teixeira.

O Zé, como lhe chamamos, galvanizou-se e ganhou em grande estilo a Rafael Teixeira, num final de bispos da mesma cor, com peões de ambos os lados. Nada mal. A zero já o GXPA não saía da «refrega». De 2-0 passou para 2 – 1.

O Último jogo a acabar, no 1º tabuleiro, Ricardo Santos vs Mata Adilson, iria decidir o resultado final. Foi precisamente neste jogo que, Ricardo Santos, a jogar com um peão a menos, conseguiu dar a volta bem por cima. Aplicando a estratégia: e… lance; e…. lance; e… lance; e… lance; até que o Adilson completamente desorientado, inicia a entrega do material, começando logo por uma torre. Perdeu. Não aguentou a pressão.

O GXPA acabou assim por empatar. 2 – 2